Manga Gourmet

Manga Gourmet

Gastronomia nipónica em formato de banda desenhada

Publicado em Julho 8, 2012 por

A cultura japonesa nunca cessa de me surpreender, seja através da sua vertente mais tradicional, onde práticas ancestrais permanecem completamente preservadas e desempenhadas com uma total atenção ao pormenor, seja através da sua componente contemporânea, onde a originalidade e a excentricidade imperam.

Desta feita foi um estilo de manga (as tradicionais bandas-desenhadas em formato de bolso e impressas a preto e branco) que captou a minha atenção devido à sua ligação com uma temática do quotidiano que contrasta consideravelmente com as temáticas que, vulgarmente, o consumidor ocidental associa às séries de animação e bandas-desenhadas nipónicas, repletas de heróis com estranhos poderes que combatem criaturas diversas, também elas, com uma panóplia de diabólicas habilidades. Na realidade existem inúmeros títulos publicados no Japão que retratam aspectos perfeitamente convencionais da vida quotidiana e que apelam a outros tipos de público sendo esta temática uma delas.

A B-Grade Gourmet Manga apresenta-nos livros que giram à volta da culinária japonesa mas, ao contrário das cooking mangas que se centram nas habilidades de confecção gastronómica dos protagonistas, este género em específico acompanha as personagens na qualidade de comensais focando os estabelecimentos que frequentam e as especialidades gastronómicas que vão experimentando. Toda a acção é acompanhada por uma profusão de onomatopeias que retratam os sons característicos de, por exemplo, uma tigela de ramen (prato típico de massa japonês que é obrigatório comer de forma ruidosa) a ser devorado por uma das personagens e as suas exclamações de deleite gustativo durante a refeição.

A classificação “B-Grade Gourmet” ou “Gourmet Série-B” está relacionada com o facto dos livros focarem comida que, apesar de ser comida tradicional japonesa com uma preparação cuidada e qualidade acima da média, é servida em restaurantes low budget de forma similar à boa comida tradicional portuguesa que, frequentemente, é possível encontrar em restaurantes mais modestos, com uma atmosfera familiar.

As abordagens ao género são díspares tal como podemos constatar com base no título Gokudou Meshi, a história de um grupo de presidiários que, em conjunto, recordam os restaurantes que frequentavam e os seus pratos favoritos, ou Kodoku No Gourmet, um título no qual acompanhamos as refeições solitárias de um típico salary man japonês. (Se estiverem interessados em ler os livros podem adquirir uma cópia digital dos mesmos, em língua inglesa, nos dois links.)

Se estiverem interessados em obter mais informações deixo aqui um link para a sinopse do episódio do programa Imagine-Nation da NHK a partir do qual entrei em contacto com este género de manga.

Outros links interessantes:

Trailer da adaptação de Gokudou Meshi ao cinema

Carregue na imagem em baixo para ver os comentários